Dores musculares é sinal que o treino foi bom?

Dores musculares é sinal que o treino foi bom?

Ontem o treino foi bom. Hoje estou todo dolorido! Com certeza você já ouviu alguém falar essa frase clássica das academias de musculação. Mas será que o treino só tem resultado quando sentimos as famosas dores do dia seguinte? Aliás, há até quem utiliza esse argumento em favor de um determinado método de treino. No entanto, não é assim que as coisas funcionam, dores musculares pós treino nem sempre são um sinal de treino produtivo.

foto dores musculares

Dores musculares depois do treino

Por que os músculos doem depois de um treino pesado?

As dores musculares resultam de um processo inflamatório causado por micro rupturas consequentes do esforço muscular realizado durante determinada tarefa em uma estrutura não preparada para o trabalho, ou seja, ao utilizar uma carga/peso acima do aquela que seu músculo suportaria em condições normais ocorrem micro lesões nos tecidos musculares.

A dores musculares ocorrem somente nos iniciantes?

Não. As dores musculares, também conhecidas como dor muscular tardia, podem aparecer tanto em indivíduos treinados, em atletas profissionais e é claro naquelas pessoas que estão iniciando algum tipo de atividade física. Basta alterar a rotina de treino, em volume ou intensidade, para provocar uma maior adaptação do seu sistema neuromuscular e sentir novamente esse tipo de dor muscular. Em outras palavras, todo estímulo provocado que ultrapasse os limites do seu corpo é capaz de provocar esse tipo de dor muscular.

Dores musculares estão relacionadas ao aumento de massa muscular?

Não necessariamente. As dores musculares tardias podem também surgir nos esportes de resistência. (Para isso aconteça basta variar a distância percorrida, o tipo de piso, ou até mesmo o calçado utilizado, por exemplo). Mesmo que o estímulo provocado supere os limites do seu corpo as reações fisiológicas nem sempre levaram ao aumento de massa muscular.

Dormir bem ajuda a reduzir as dores musculares pós treino?

Oito horas de sono é o ideal para que se complete o ciclo hormonal na sua totalidade, aumentando os índices de testosterona e do hormônio de crescimento, ambos de extrema importância para a regeneração e crescimento muscular.

– Como aumentar a produção natural de testosterona

Dores musculares podem limitar a intensidade de treinamento no dia seguinte

Um nível elevado de dor muscular limita (no mesmo grau) o treino do dia seguinte, mesmo que seja em grupos musculares diferentes. Supondo que no dia anterior você tenha treinado peito e tríceps (e hoje quase não consegue levantar os braços), pensar que pode treinar costas, bíceps ou ombros com a mesma intensidade é um erro. O estado inflamatório em que seu corpo se encontra aumenta a probabilidade de contrair uma lesão, mesmo que em grupos musculares diferentes. Além disso, a limitação mecânica provocada pela dor irá fazer seu treino render muito menos.

Exercícios de alongamento ajudam a reduzir a dor do dia seguinte?

Nem sempre, podendo causar um efeito proporcionalmente inverso e levar a uma grave lesão. Exercícios com altas intensidades provocam micro rupturas nas fibras musculares que por consequência iram gerar os processos inflamatórios e de recuperação. Nessa fase não é aconselhável exercícios intensos de alongamentos visando o aumento da  flexibilidade. Para uma explicação mais simples e ilustrativa, basta você imaginar o que acontece a um elástico quando se tenta estica-lo e a sua estrutura está comprometida com pequenos cortes.